Você é daquele tipo toda cheia de problemas, Robin. E eu me peguei me apegando nisso como se a extensão dos meus problemas já não fosse o suficiente. Porque eu inventei um negócio de você ser o suficiente, e vamos admitir, que isso fodeu tudo. Não que você não goste de mim, Robin, mas você é toda pago-de-coração-de-pedra. E pra entrar na tua cabeça que alguém realmente gostar de você é impossível. Você é impossível. E eu sou um puta cabeça dura que ainda insiste em você. Eu sou desgraçado mas me importo com você, mas mal sei como agir quando você dá dessas tuas crises repentinas. E diz que tá ralando, porque o meu estilo musical é muito diferente do teu, e porque o meu perfume é muito comum. Você inventa várias neuroses só pra não ficar, e eu até tento ir embora como se não me importasse. O problema é que gosto do seu gosto musical e do seu cheiro. E é assim que você me quebra. Porque tudo que tu não gosta em mim, eu até me amarro em você. Curto até suas palavras que me tiram do sério, seu jeito que me irrita, e suas mensagens a noite dizendo “vai embora amanhã de manhã, hoje passa aqui em casa”. E eu vou. Porque sou meio fascinado pelas suas coxas, pelo aroma no seu pescoço e pelas suas extensões de problemas. Mesmo que eu reclame e diga mil vezes que não. Porque se fosse o contrário seria fácil, e coisa fácil e eu e você na mesma frase além de não fazer o menor sentido, não tem a mínima chance de acontecer.

robin and stubb. (via tajmahhal)

reflexoessilenciosas:

facebook

Tira essa roupagem de garoto mau, meu bem. O mundo inteirinho pode acreditar que você é esse cara desencanado cheio de pose. Mas você não. O nada-me-abala não te serve, não te cabe, não te usa. Você não tem medo das amarras, você tem medo de que as soltem. Você morre de medo que alguém descubra e te faça chorar. Porque você chora. Aqui entre nós, você não anda de mãos dadas com medo de que não segurem a sua, acertei? Pode ficar tranquilo, eu sei guardar segredo. Mas agora vai um segredinho meu pra você: Enquanto você viver com o medo, o amor vai passar longe.

Situei (via sincronizar)